André Love

O usuário ainda não possui eventos cadastrados.

Veja os eventos cadastrados no Sua Música.

Ver Eventos

André Love - Teaser

André Love - Teaser

O usuário ainda não possui Playlists criadas no Sua Música.

Veja e ouça as playlists em destaque no Sua Música.

Ver Playlists

Nada Cadastrado!

22.581

Downloads

65.983

Plays

0

Playlists

0

Plays

1

Uploads

Natural da cidade de Custódia/PE, teve o distrito de Fátima, na cidade de Flores/PE, como morada durante...
Ler Mais

toda a infância e, foi lá que teve seus primeiros contatos com a música. André é neto de um musicista e fabricante de instrumentos musicais de corda. Sr. Antônio – maior ídolo do jovem André – serviu de inspiração para que ele despertasse desde cedo o interesse pela carreira. Muito apegado ao avô, André abria mão de brincar com os amigos – o que é muito natural para qualquer criança – para ver de perto o ofício de seu avô. Aos 5 anos de idade – fissurado por cantar – chamava a atenção de todos os seus familiares e cantarolava canções que ouvia nas rádios. Pouco tempo depois, aos 8 anos, participou de um concurso de calouros no Circo de Sevilha – pequeno circo que passou pelo distrito de Fátima. Surpreendentemente e disputando com crianças bem mais velhas, André Love venceu o concurso e teve então o seu primeiro cachê de uma carreira artística que acabara de nascer. “Lembro muito daquele dia. Cantei a música O Navio e o Mar, da banda Calcinha Preta. Venci o concurso e ganhei 10 reais”, lembra com largo sorriso no rosto o cantor que hoje chama a atenção por onde passa. A participação no concurso de calouros do Circo de Sevilha rendeu um bom convite ao garoto de apenas 8 anos. André – ainda chamado carinhosamente por todos de Andrezinho – foi convidado para ser cantor do Grupo Musical Esquema Livre, que até então tinha apenas um tecladista. Nesta etapa de muito aprendizado André permaneceu por cinco anos. Aos 13 anos precisou largar a carreira que se desenhava muito promissora. O pai, Sr. Admilson, pedreiro, viu a dificuldade bater em sua porta e decidiu se aventurar em busca de dias melhores indo com a esposa Dona Nerilda e seus filhos para São Paulo. Na capital paulista André retomou a carreira artística e com seu vozeirão conseguiu lugar em barezinhos e botecos. Neles, se apresentava acompanhado de seu violão que aprendeu a tocar com seu grande ídolo e avô. Quando tudo parecia melhorar e ao receber elogios de empresários que o viam se apresentar, o pai de André decidiu novamente voltar ao Sertão de Pernambuco levando consigo toda a família. Mais uma vez os sonhos de André eram interrompidos. Desta vez, sua nova cidade (Serra Talhada/PE) – que até então, para André, representava uma parada em seus projetos profissionais se tornaria o maior palco e vitrine para sua carreira. Foi numa apresentação em sua nova cidade que André foi visto pelo empresário Felipe Moura, que se encantou com o potencial do jovem e o convidou para seu novo projeto – que ganhou força e o tornou um artista conhecido regionalmente. André Love, aos 20 anos, vive seu melhor momento. Atualmente sua música “Cão sem dono” está entre as mais tocadas nas rádios de Pernambuco. É considerado por grandes nomes do Forró e do Sertanejo como a maior revelação da música pernambucana dos últimos tempos. Tem uma banda formada pelos melhores músicos do grande Recife – todos com experiência de outras bandas e reconhecidamente excelentes pelos melhores produtores musicais do Nordeste. Foi destaque em grandes festas nas cidades de Serrita, Ibimirim, Parnamirim e Salgueiro. Em Carpina, zona da mata norte de Pernambuco, ganhou o prêmio de cantor revelação do São João da cidade.