2018 é o ano do Forró de Vaquejada

Muitas bandas voltaram a tocar o estilo

Hugo Gualberto

Sexta, 09/03/18 às 14:08

COMPARTILHE:

Março de 2018. O Sua Música está repleto de CDs promocionais totalmente voltados para o Forró de Vaquejada. As bandas que não lançaram CDs voltados para isso, colocaram músicas com o estilo em seus repertório. Se não tivéssemos dito a data logo no início do texto, talvez poderíamos estar falando sobre dez, 15 ou até 20 anos atrás, mas não, o Forró de Vaquejada voltou com tudo em 2018.

- Mais notícias do Forró

É fato que o Forró de Vaquejada nunca morreu e nem morreria, mas estava um pouco apagado e com uma relevância bem menor do que merece. Claro que há alguns anos o vaqueiro Mano Walter alcançou um grande sucesso com Forró de Vaquejada, mas não foi o suficiente para levantar o estilo sozinho até mesmo porque ele ainda estava em ascensão e não estava com o mesmo sucesso que faz nos dias atuais. De toda forma, o sucesso de Mano já ajudou bastante o movimento, mas não foi aí que o estilo voltou com tudo.

Foi a partir de 2017 que pudemos ver isso mudar um pouco. O cantor Wesley Safadão, um dos principais nomes do Forró em todo o país e que há anos vive um auge sem fim, começou a se envolver com mais força na Vaquejada, mas vale lembrar que desde os tempos de Garota Safada o Forró de Vaquejada já tinha lugar cativo em seu repertório. Pois bem, o cantor sempre gostou do esporte e inclusive é dono de um haras, o Haras WS. Em 2017 ele inclusive chegou a competir e lançou inicialmente a música "Manda boi", foi o suficiente para movimentar as redes sociais positivamente, com muita gente gostando de ver o estilo de volta ao seu repertório. O lançamento seguinte aconteceu neste ano, com a música DNA do Interior.

(Reprodução/Instagram @wesleysafadao)

Logo após esses dois lançamentos e o Forró de Vaquejada evidenciado, muitas outras bandas seguiram o mesmo caminho colocando faixas com o estilo em seus repertórios e consequentemente lançando CDs 100% voltados para  a Vaquejada, desde o repertório, até as artes e nomes, das maiores bandas até as mais novas ou menos conhecidas.

Ainda estamos em março, mas isso pode indicar que o São João será muito Forró de Vaquejada, seja com Safadão ou com outros nomes, tudo depende do sucessos dos CDs recém-lançados e de como as músicas serão trabalhadas. Isso também mostra que o mercado da música é bem relativo, já que como já falamos lá em cima, esse estilo era um dos principais do Forró em todo o Nordeste entre 10 e 20 anos atrás.

Vale lembrar também que a queda do Forró de Vaquejada entre as bandas teve um motivo claro, a ascensão do Forró em todo o país. Por mais que seja uma música que agrade a maioria, a música de Vaquejada não é algo com que o público do Sudeste está tão acostumado, muito menos quando ela vem como uma enxurrada e não em forma de duas ou três faixas em um repertório. Sendo assim, muitas bandas preferiram seguir para o lado do Sertanejo e muito do que era o Forró nos anos 2000, mudou na nova década. Não para ruim, mas apenas algo diferente.

Mas agora, com grandes nomes de repercussão nacional cantando novamente o Forró de Vaquejada, a chance do público fora do Nordeste se aproximar do estilo é ainda maior. Ainda estamos no início do ano, mas é inegável que o Forró de Vaquejada vem muito forte.

E você, o que está achando disso?

Tags: Forró