A história do São João!

Festa teve origem na Europa

Hugo Gualberto

Quinta, 27/06/19 às 18:27

COMPARTILHE:

Estamos em pleno mês junino, com muito Forró, milho e fogueira para todos os lados e hoje nós iremos falar um pouco sobre uma das festas mais tradicionais não só do Brasil, mas do mundo. Se hoje nós comemoramos desse jeito que todos conhece, as origens da festa são muito diferentes e é isso que vamos mostrar a partir de agora.

- Mais notícias do Forró

Origem na Europa

Muita gente não sabe, alguns imaginam, mas as festas juninas tiveram origem na Europa, com o nome de festas "Joaninas", justamente em homenagem ao santo católico São João. Essas festas começaram a ser feitas durante a transição do período da Idade Antiga para a Idade Média e no lugar de rituais dedicados aos deuses nórdicos, romanos e gregos, ficaram festas em homenagem aos santos, em um período onde a Igreja Católica tomava força.

Em junho, época em que acontecia o solsticio de verão, na Europa, eram cultuados deuses da plantação, colheita e outros semelhantes. Um desses deuses era Adônis e de acordo com a mitologia grega, foi disputado por outras duas deusas, Afrodite e Perséfone. Para diminuir a briga, Zeus determinou que Adônis passaria metade do tempo com cada uma. Em metade do ano, à luz do sol, com Afrodite, e na outra metade nas trevas com Perséfone.

O mito acabou sendo associado a passagem das estações, pois a vegetação morria no inverno e renascia no verão e na primavera. O culto a Adônis era feito justamente no dia 24 de junho, pois ele dava as boas vindas ao renascer da natureza. Com o crescimento do cristianismo, a ideia foi adotada e Adônis foi substituído por São João Batista, que na tradição cristã foi quem anunciou a "boa nova" da vinda de Cristo.

(Divulgação)

Foi da história de João Batista que a cultura europeia tirou diversos símbolos que hoje representam as festas juninas, como por exemplo a fogueira, que tem origem no nascimento de João.

São João no Brasil

O São João no Brasil se difere do que acontecia e acontece até hoje em alguns países europeus. As festas juninas foram trazidas pelos jesuítas portugueses, mas antes mesmo de sua chegada, os índios que habitavam as terras brasileiras já faziam seus próprios rituais justamente no mês de junho e também ligados a agricultura. As duas culturas acabaram se fundindo e além do caráter religioso, a festa também ganhou danças, comidas típicas e cantos. Muita gente também se pergunta os motivos que levam as festas juninas a terem uma temática caipira, mas isso se deve a formação da sociedade brasileira até o início do século passado, que era predominantemente rural.

Alguns aspectos foram se moldando com o tempo. As quadrilhas, por exemplo, foram trazidas pelos portugueses, mas têm origem francesa. Ao serem trazidas para cá, foram se adaptando ao longo dos anos até ficarem como conhecemos atualmente. As comidas típicas têm origem justamente dos grãos que já eram cultivados pelos índios, além de novos ingredientes trazidos pelos portugueses. Já o Forró como principal música se deve a associação que recebemos com o tempo. Existiam festas típicas africanas, os Forrobodós, onde existiam danças como arrasta-pés, que futuramente teriam o Forró com nomes como Luiz Gonzaga. A associação aconteceu com o tempo.

Atualmente o São João é uma das festas mais populares do Brasil e tem muita força no Nordeste, com shows para mais de 100 mil pessoas em cidades como Petrolina-PE, Caruaru-PE, Campina-Grande-PB e muitas outras.

Vale ressaltar que, apesar de ter formas diferentes, o São João também é comemorado em países europeus até os dias atuais, como a Islândia, por exemplo.

Tags: Forró