Cerveja Oficial do São João de Caruaru

Campanha #VamosCombinar, do Ministério da Saúde, é sucesso em todo o país

O uso da camisinha previne doenças e conscientiza os cidadãos

Ministério da Saúde

Quarta, 28/02/18 às 14:47
Atualizado em Quarta, 28/02/18 às 17:32

O brasileiro é, por natureza, um povo festeiro! Durante o ano, o que não faltam são ocasiões para comemorar, curtir e farrear. Mas, no momento da empolgação, não se pode fazer nada de maneira impensada, que possa causar alguma consequência, como por exemplo, sexo sem camisinha. Muitas vezes, o consumo excessivo do álcool faz com que as pessoas se “esqueçam” de se proteger e isto jamais deve acontecer. Sexo seguro, só com camisinha.

O uso do preservativo, tanto masculino, quanto feminino, é a forma mais fácil e prática de se prevenir do HIV e de outras IST’s (infecções sexualmente transmissíveis). Inclusive, ele é o único que protege de ambos.

Vale lembrar que a camisinha não é um produto reutilizável. Após o uso, deve-se descartá-la.

Existem outras formas de prevenção, mas recomenda-se sempre o uso do preservativo. Com o objetivo de informar a população sobre todos os métodos de prevenção do vírus HIV, o Ministério da Saúde criou a campanha #VamosCombinar.

Para ajudar nesta importante divulgação, convidamos a dançarina baiana Lorena Improta, que tem algumas dicas para você se proteger. Lore, como é conhecida, conta com mais de 3 milhões de seguidores em sua conta no Instagram, além de quase 300 mil no Facebook e mais de 1.3 milhão de inscritos em seu canal de dança no YouTube.

Confira o que a Lore tem pra te contar:

Algumas recomendações sobre a camisinha:

  • Os homens devem usar a camisinha do seu tamanho, não maior. A camisinha tradicional é de 52 mm, mas existem de 49 mm (teen) e 55 mm (extra). Uma camisinha maior pode escapulir do pênis e a menor pode estourar e ficar desconfortável.
  • Camisinha vencida é camisinha com menos qualidade e pode romper com mais facilidade. O prazo de validade varia de 3 a 5 anos. Atente sempre para a data de fabricação na embalagem. Não a deixe no calor, na umidade, nem dobre ou amasse. Deixar muitos dias dentro do bolso da calça, da carteira, da bolsa e no carro também não é uma boa forma de mantê-la sempre nova.
  • A camisinha protege das IST’s e da gravidez não planejada.
  • Não se deve usar duas camisinhas juntas, mesmo que seja uma feminina com uma masculina, pois as mesmas correm o risco de estourar.

Para mais informações, acesse: www.saude.gov.br/vamoscombinar e conheça todas as formas de prevenção e tratamento.

TV Sua Música