Junior Groovador, o forrozeiro que conquistou o Rock in Rio

Conheça um pouco mais sobre o baixista que conquistou o Rock in Rio

Hugo Gualberto

Sexta, 04/10/19 às 15:17

COMPARTILHE:

Claro que não são todos, mas sabemos que no meio musical sempre existiu e ainda existe um certo preconceito entre os fãs de alguns gêneros. Recentemente pudemos ver os dois lados da mesma moeda acontecerem com o Forró, tudo através de uma pessoa que acabou virando um ícone nordestino nos últimos dias, um dos novos adorados da internet. Estamos falando de Junior Bass Groovador. Se você não sabe de quem se trata, então talvez você não tenha acessado as redes sociais nas últimas duas semanas. O baixista, natural do Rio Grande do Norte, acabou viralizando por fazer uma versão de um sucesso do Nirvana em ritmo de Forró e apesar de ter recebido muitos elogios, acabou recebendo também críticas de quem não gostou, mas para a surpresa de todos, o cantor e ator Jack Black, que se apresentou no Rock in Rio com sua banda Tenacious D, assistiu ao vídeo e convidou Junior para tocar no palco mundo do maior festival de música do planeta.

- Mais notícias do Forró

O roteiro é daqueles mais inesperados possíveis, com uma grande virada onde algumas pessoas que não gostaram de ver aquela mistura tiveram que observar um artista internacionalmente reconhecido dando um grande valor a música do nordestino.

Nós, do Sua Música, conversamos com Junior. Entre os assuntos, a repercussão do vídeo viral, o encontro com Jack Black e também com o ídolo Dave Grohl, da banda Foo Fighters.

Junior já toca há quase 20 anos, mas ainda não vive exclusivamente da música. Para se sustentar e sustentar a família ele trabalha como vigilante, além dos trabalhos extras como músico. Uma das últimas bandas onde trabalhou foi a de Ramon Costa, antes do cantor regressar a Cavaleiros do Forró.

Para Junior, a repercussão do vídeo ajudou ele, mas também engrandeceu o Forró como um todo.

"A repercussão engrandeceu mais o Forró. Muita gente me criticava por fazer Forró misturado com Rock, diziam que Forró era Forró e não poderia se misturar, mas não é assim. Forró pode misturar com Rock, com Blues, Jazz. Eu quebrei esses paradigmas, Sempre fiz isso, mas pouca gente acreditava. Fiquei bem feliz em ver que um artista internacional quis me conhecer e reconheceu o meu trabalho.", disse.

Veja abaixo Junior tocando com Ramon Costa

Quando alguém chega a um certo sucesso repentino, muitas pessoas, por vezes, tentam se aproveitar de alguma forma, seja com boas ou más intenções. No caso de Junior, antes mesmo dele ter uma ideia da repercussão do seu vídeo, o telefone dele já não parava de tocar com ligações de advogados e especialistas em redes sociais que se colocaram a disposição dele para o que viria a acontecer. Ele disse que inicialmente achava que tudo não se passava de um trote.

"Eu estava deitado, já na hora de dormir e de repente o meu celular começou a tocar. Algumas pessoas ficaram ligando e falando que eram advogados, que entendiam de direitos de imagem e eu ficava achando que era algum trote ou até mesmo assustado, pois ninguém falava de forma direta o que havia acontecido. Apareceu muita gente que eu nem conhecia e dizia estar a minha disposição, que eu iria precisar de advogados ou de alguém para trabalhar mídia, fiquei sem entender. Foi aí que um amigo meu, que mora nos Estados Unidos, me ligou e falou sobre o vídeo. Então eu desliguei o celular e fui olhar as redes sociais e meu celular vibrando o tempo inteiro porque Jack Black compartilhou meu vídeo.", explicou.

Muita gente também se perguntou como foram os ensaios de Junior e a banda de Jack Black. Quem assistiu ao vídeo pôde perceber que logo no início o grupo estrangeiro faz uma certa mistura de Rock e Forró que por mais que não tenha ficado perfeita, foi válida pelo esforço. Logo depois, o nordestino dá um verdadeiro show de entrosamento com o vocalista, mas de acordo com ele, tudo aquilo foi espontâneo.

"A produção do Rock in Rio fez tudo para o encontro, me trataram bem e deram toda a atenção. O Jack disse que estava muito ansioso para me ver. Eu estava em um camarim escondido e quando ele chegou ele já estava gritando meu nome: 'Junior Groovador', todo animado e me procurando. Nós nos encontramos no palco rapidamente durante a passagem de som e depois foi aquilo que vocês viram no palco.", comentou.

Para o natalense, um dos pontos altos da sua apresentação aconteceu primeiramente fora do palco e depois, após tocar. Uma das atrações do dia era a banda Foo Fighters, do vocalista e músico Dave Grohl, um dos ídolos de Junior. Durante o show, o fundador da banda norte-americana correu para o palco, pois de acordo com ele mesmo, havia visto o vídeo e também estava ansioso para ouvir.

Já após o show os dois trocaram algumas palavras. Um momento realmente especial para o Groovador.

"O Dave Grohl disse que foi uma das versões mais bonitas que ele viu, histórica. Ele se sentiu alegre ao sentir a batida, uma batida mais feliz e divertida. Ele me deu muito apoio e disse para eu continuar fazendo essas versões de Forró com Rock.", disse Junior que completou sobre a sua apresentação: "Essa apresentação entrou para a história. Fazer com que o Forró entrasse no Rock in Rio... Acho que foi a primeira vez que um artista do Forró fez essa mistura no Palco Mundo do festival. Até hoje a ficha ainda não caiu.".

(Junior Groovador e Dave Grohl/Divulgação)

Como falamos lá no início, Junior não vive apenas da música, mesmo estando há quase 20 anos como músico e tentando das mais diversas maneiras, mas ainda assim, quando tem oportunidades, ele procura pensar nas outras pessoas. O músico decidiu que irá leiloar o baixo usado no Rock in Rio, mas o dinheiro arrecadado não vai ser para benefício próprio e sim para ajudar um hospital do Rio Grande do Norte, que de acordo com ele, se encontra em uma situação difícil.

"Aos poucos eu estou planejando grandes projetos para transmitir alegria para as pessoas, mas no momento estou focado em ações sociais. Eu vou leiloar o baixo que eu toquei no Rock in Rio para arrecadar fundos para ajudar um hospital do meu Rio Grande do Norte. A situação está difícil, mas eu estou fazendo de tudo para ajudar. O leilão vai ser em dezembro!", afirmou. Ele também falou sobre o que pretende fazer de agora em diante: "Eu pretendo agarrar essa ideia de misturar Rock com Forró, mas agora eu tenho recebido muitos convites de programas de TV e eu adoro participar. A última foi Fátima Bernardes, fiz ela dançar.", finalizou.

Se você quer acompanhar os próximos passos do Junior Groovador, fique ligado nas redes sociais dele. É só clicar aqui!

Tags: Forró