Sua Música bate um papo com a boy band sertaneja Muranno. Confira agora!

Grupo composto por cinco jovens mistura sertanejo, pop e reggaetón

Luis Felipe Herdy

Segunda, 02/04/18 às 12:36

No mundo sertanejo, estamos acostumados com artistas solo ou duplas que arrastam e conquistam diariamente milhões de fãs pelo Brasil. Há pouco tempo, cinco rapazes resolveram fazer diferente, sair um pouco do que é comum, e criar a Muranno, que atualmente é a única boy band sertaneja em atividade no país.

+ NOTÍCIAS DO MUNDO SERTANEJO

O projeto é formado por Diego Torres (voz), Tiago Kosta (guitarrista e voz), Tom Solano (baterista), Viny Cavalcante (baixista e voz) e Lucas Moraes (sanfoneiro), que trazendo um sertanejo com pitadas de pop e reggaetón, buscam conquistar o reconhecimento nacional, com um estilo próprio e diferenciado.

(Foto: Divulgação)

Sempre ligado nas novidades do cenário sertanejo, o Sua Música bateu um papo com a banda, que falou a respeito da criação deste projeto, sobre suas referências musicais, a origem do nome e a reação do público frente a uma boy band sertaneja. Confira abaixo!

SUA MÚSICA: Como surgiu a ideia de criar uma boy band sertaneja?

Muranno: Na época que eu (Diego) e meu irmão (Tiago) tínhamos uma dupla sertaneja (Diego Torres e Tiago), percebíamos nos nossos shows uma forte interação da banda em praticamente todos os momentos do show, diferente da maioria das duplas onde a banda fica mais atrás do palco e são os cantores que aparecem mais. E com essa forte interação percebemos que tínhamos mais característica de banda do que de dupla. Foi ao ver essa situação que logo tivemos a ideia de formar algo novo, que ainda não tínhamos visto no mercado sertanejo atual, que é uma banda no sertanejo. Foi assim que surgiu a boy band sertaneja banda Muranno.

SM: Quais são as referências musicais da banda?

M: As referências da banda são muito variadas onde cada um traz um pouco da sua essência musical. Por exemplo eu (Diego Torres) tenho influência do sertanejo: Zezé di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó e também influencias de músicas latinas, como o Reggaeton. O meu irmão, Tiago Kosta, tem influências do Country e Rock; Já o Baterista, Tom Solano, tem uma influência do Sertanejo mais atual: Jorge e Mateus, Henrique e Juliano, e também tem uma veia na música latina. Nosso baixista, Viny Cavalcante, tem influências da música Gospel, e nosso sanfoneiro Lucas Moraes tem influências da música gaúcha. E assim, nessa mistura de influências, que conseguimos pegar um pouco de cada um para formar esse som característico da banda Muranno.

SM: Muranno é um nome bem diferente e curioso. Como aconteceu a escolha?

M: Foram muitas tentativas de achar um nome que se encaixasse no nosso perfil, algo que realmente fizesse sentido para nós. Até que meu irmão, Tiago, estava lendo sobre uma pedra preciosa que eles utilizavam para fabricar talismãs da sorte. O nome dessa pedra era pedra Muranno, e foi assim que encontramos um nome que fizesse sentido para nós: algo que envolve boas energias e vibrações positivas, pois é isso que nós buscamos com a nossa música!

SM: Vocês são uma banda do gênero sertanejo, mas colocam em suas canções influências do pop e reggaeton. Este é um dos diferencias do projeto?

M: Sim, sempre buscamos unir as nossas influências ao sertanejo, que é um estilo que todos da banda estão familiarizados, e inovar com os novos estilos que estão em alta pelo mundo, que são o Reggaeton e o pop. E como ainda não existem bandas fazendo essa mescla de estilos, acabamos nos diferenciando por trazer essa inovação pro mercado musical Brasileiro.

SM: Como vocês estão sentindo a aceitação do público em um projeto que até então, para o meio sertanejo, não é tão comum.

M: Ficamos muitos surpresos com a reação positiva e receptiva que o público teve com a banda. Realmente ficamos muito surpresos com a repercussão do nosso trabalho. Atingimos muitas pessoas, em várias partes do Brasil, e hoje já temos aproximadamente 90 fã clubes dedicados a banda, que é um número que nos deixa surpresos e também muito gratos por todas as pessoas que fazem parte dessa comunidade que já consideramos uma família.

SM: Vocês criaram uma versão brasileira para a canção "Hasta El Amanecer", de Nick Jam, com um clipe que ficou bem legal. De onde veio essa ideia?

M: Eu (Diego) estava escutando uma playlist, quando ouvi essa música do Nick Jam. Imediatamente tive a ideia de fazer uma versão da música em português. Daí, falamos com o pessoal da Sony e eles liberaram a música com exclusividade para o mercado brasileiro.

SM: Se vocês pudessem escolher um artista (ou dupla) para gravar uma parceria, quem seria?

M: Hoje, se pudemos escolher algum artista para fazer uma parceira, escolheríamos o Maluma, que além de ser um fenômeno da música latina tem tudo haver com o nosso som.

SM: Quais são os projetos já planejados para o restante deste ano de 2018?

M: Tem muitas surpresas vindo por aí, mas o que já podemos adiantar é que a gravação de um DVD já está nos nossos planos.

SM: Além da música, os que os integrantes fazem nas horas vagas? Faculdade, trabalho, ou se dedicam 100% para a música?

M: Cada integrante tem alguns hobbies específicos, por exemplo, eu (Diego) pratico Yoga e corrida nas horas vagas, mas a maior parte do dia estou focado no trabalho e nas músicas. Já meu irmão, Tiago, gosta de puxar uns pesos na academia. Nosso baixista, Viny, gosta de desenhos animados, já o baterista, Tom, gosta muito de comer doces e feijoada nas horas vagas, e o gaiteiro Lucas gosta muito de praticar Surf e também acampar nas horas vagas. Mas algo que todos da banda tem em comum é assistir séries.

SM: Qual recadinho vocês deixam para os fãs, e para aqueles que ainda não conhecem o trabalho da Banda Muranno?

M: Queremos agradecer primeiramente todos os fãs que sempre nos apoiam e estão conosco em todos os momentos. Eles são nossa maior inspiração, e para quem não conhece o trabalho da Banda Muranno, só acessar nossas redes sociais.

+ NOTÍCIAS DO MUNDO SERTANEJO

Tags: Sertanejo